• paranoafm@oi.com.br
  • (61) 3369.1343
News Photo

Rafael Prudente sobre vacinação no DF: “Não podemos ficar a reboque”

  • CLDF
  • Dezembro 18, 2020

Reeleito como presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), o deputado Rafael Prudente (MDB), afirmou, em entrevista ao Metrópoles, que o “Distrito Federal precisa trabalhar para ser a primeira unidade da federação a começar o programa de vacinação” contra a Covid-19.Não podemos ficar a reboque de decisões de outros governadores e do poder Executivo nacional”, disse ao jornalista Caio Barbieri (confira a partir do minuto 14’50’’). A apresentação do plano distrital de imunização está prevista para esta sexta-feira (18/12).

Prudente disse acreditar que “na primeira hora, quando tivermos uma vacina aprovada pela Anvisa, o governo deve tomar a decisão de fazer a aquisição direta”. “Espero também que o presidente da República, junto com o ministro [da Saúde] e o presidente da Anvisa, possa acelerar esse processo para que a gente possa começar a vacinação ainda este ano”, concluiu (15’30’’).Reeleição

A recondução de Rafael Prudente à presidência da CLDF foi questionada judicialmente. O Diretório Regional do PSDB no DF acionou o Supremo Tribunal Federal (STF) contra a reeleição da Mesa Diretora da Casa.

Ao STF, o partido argumentou que a permissão para recondução, inserida na Lei Orgânica do DF (LODF) por meio de emenda em 2019, vai no sentido contrário ao que estabelece a Constituição Federal. O PSDB ainda relacionou o caso com a decisão da Corte que vetou a reeleição dos atuais presidentes da Câmara e do Senado.

Ao falar sobre o assunto, Prudente afirmou que a reeleição é permitida na maioria das assembleias estaduais. “Talvez uma decisão possa mudar todo esse cenário político nos estados também. Mas temos que aguardar o Supremo e creio que é uma decisão que deve ficar para o ano que vem”, disse (4’50’’).O parlamentar afirmou não temer que sua recondução seja anulada pelo STF: “Se o Supremo decidir que essa lei que nós votamos é inválida, nós temos que respeitar, cumprir e escolher outro presidente da Câmara” (5’40’’).

Na conversa, Prudente também falou da relação com o governador do Distrito Federal, o também emedebista Ibaneis Rocha, e dos escândalos mais recentes envolvendo distritais, como a Operação Cidade Livre, que investiga a conduta de dois deputados e realizou operações de busca e apreensão dentro do prédio da CLDF esta semana. A entrevista também trata de concurso público e cargos comissionados no Legislativo local.


Compartilhar

Comentários

Fale com a diretoria. Você gostaria de enviar uma mensagem diretamente, com sugestões, ideias ou mesmo críticas?